Na Índia, 12 rebeldes morrem em confrontos com polícia

Pelo menos 12 rebeldes maoistas foram mortos hoje em dois conflitos diferentes com a polícia no leste da Índia, segundo informações da polícia. Nove morreram em um tiroteio em uma área densamente coberta por floresta no Estado de Orissa, informou Somendra Priyadarshi, vice-inspetor-geral local, acrescentando que rebeldes fugitivos estão sendo procurados. No distrito de Bokaro, no Estado de Jharkhand, mais três rebeldes foram mortos.

AE, Agência Estado

09 de janeiro de 2011 | 11h57

Os rebeldes, inspirados pelo líder revolucionário Mao Zedong, têm lutado contra o governo no leste da Índia há mais de quatro décadas. Eles pedem terras e empregos para os pobres. A presença dos rebeldes vem se expandindo conforme os agricultores pobres indianos ficam de fora dos ganhos gerados pelo desenvolvimento econômico do país.

Atualmente, os rebeldes maoistas estão presentes em 20 dos 28 Estados da Índia e somam entre 10 mil e 20 mil combatentes, de acordo com o Ministério do Interior. Cerca de 2 mil pessoas - incluindo policiais, militantes e civis - foram mortas em conflitos nos últimos anos.

O primeiro-ministro da Índia, Manmohan Singh, frequentemente descreve os rebeldes maoistas como o maior desafio de segurança interna do país. As informações são da Associated Press.

Tudo o que sabemos sobre:
Índiaconfrontosrebeldespolícia

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.