Na missa de Natal, papa pede que se ore pelas crianças

Durante a celebração da Missa do Galo, à meia-noite (horário de Roma), o papa Bento XVI fez um apelo pelas crianças que sofrem, incluindo as que são forçadas a mendigar e a servir como soldados. "A criança de Belém dirige nosso olhar para todas as crianças que sofrem e são vítimas de abuso no mundo, nascidas ou não", disse Bento em sua homilia, numa referência à oposição intransigente do Vaticano ao aborto.Ele não indicou se sua menção a "vítimas de abuso" incluía as pessoas que se declararam vítimas de abuso sexual cometido por padres católicos, e que vêm processando a iGreja, nos Estados Unidos e em outras partes do mundo.Bento disse ainda que, ao celebrar o nascimento de Jesus, o olhar do mundo deve se voltar para as crianças que são forçadas a servir "como soldados em um mundo violento, para as crianças que têm de mendigar, para as crianças que sofrem privações e fome, para as crianças que são desamadas"."Oremos, nesta noite, para que a luz do amor de Deus possa abraçar todas essas crianças. Peçamos a Deus que nos ajude a fazer a nossa parte, para que a dignidade das crianças possa ser despeitada", afirmou o pontífice.Para simbolizar o caráter mundial da Igreja Católica, crianças em trajes típicos da Ásia, Europa, América Latina e de ilhas do Pacífico levaram flores para uma figura do Menino Jesus.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.