Adrees Latif/Reuters
Adrees Latif/Reuters

Na ONU, Netanyahu diz não acreditar nas palavras do presidente iraniano

Premiê israelense pediu que sanções ao Irã por desenvolvimento de programa nuclear continuem

O Estado de S. Paulo,

01 de outubro de 2013 | 14h37

NAÇÕES UNIDAS - O primeiro-ministro de Israel, Binyamin Netanyahu, criticou nesta terça-feira, 1, durante discurso nas Nações Unidas, mais uma vez o programa nuclear iraniano e afirmou não acreditar nas palavras do presidente iraniano, Hassan Rohani, durante a Assembleia-Geral da ONU.

"Eu gostaria de acreditar nas palavras de Rohani, mas tenho que ver as ações do Irã. Eu queria acreditar em Rohani, mas eu não acredito", disse Netanyahu. Para o premiê, Teerã não vai desistir do seu programa nuclear.

Netanyahu comparou os discursos de Rohani e do antecessor, Mahmoud Ahmadinejad, mas afirmou que o intuito dos dois é o mesmo. "Rohani não soa como Ahmadinejad, mas quando se refere ao programa nuclear a diferença é esta: Ahmadinejad era um lobo em pele de lobo e Rohani é um lobo em pele de cordeiro."

O primeiro-ministro cobrou ações do governo iraniano que demonstrem a intenção de ter um programa nuclear apenas para fins pacíficos, mas questionou essa intenção. "Eles prosseguem com um propósito: ter armas nucleares. O Irã não está construindo um programa nuclear pacífico, está desenvolvendo armas nucleares."

Netanyahu pediu que o Conselho de Segurança da ONU continue exercendo pressão sobre Teerã e só retire as sanções aplicadas ao país quando houver uma "ação concreta do Irã". O premiê acrescentou que seu país se manterá firme e não permitirá o desenvolvimento de armas nucleares por Teerã, mesmo que tenha de sozinho. "Se Israel tiver de ficar sozinho, ficaremos."

O Irã nega a intenção de buscar a bomba atômica e sustenta que seu programa nuclear é civil e tem finalidades pacíficas, como a geração de energia elétrica e o desenvolvimento de isótopos medicinais, estando de acordo com as normas do Tratado de Não-Proliferação Nuclear, do qual é signatário./ AP

Assista ao vídeo com trecho do discurso de Netanyahu:

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.