Na Rússia, ativistas ajudam autoridades contra imigrantes

Uma organização de jovens da Rússia disse nesta segunda-feira, 27, que fez incursões em mercados a céu aberto de Moscou para ajudar autoridades a localizarem imigrantes ilegais, o que resultou em dezenas de pessoas presas pela polícia depois que a ação irrompeu em conflito. A pouco conhecida organização Mestnye (Locais) realizou a ação em meio a esforços governamentais para apertar restrições a imigrantes e impedi-los de trabalhar nosmercados - políticas fortemente criticadas por ativistas de direitos humanos. O Mestnye disse em depoimento no seu website que centenas de seus ativistas vasculharam, neste domingo, 20 mercados nos subúrbios de Moscou procurando por imigrantes ilegais trabalhando como comerciantes. O grupo disse que a meta era ajudar a fiscalizar imigrantes que infringem a lei e vendem produtos piratas. Alguns conflitos ocorreram com os comerciantes, que desafiaram as incursões, e a polícia brevemente deteve mais de 80 pessoas, incluindo cerca de 30 ativistas do grupo, segundo disse o líder do Mestnye, Sergei Fateyev, à agência de notícias russa Interfax O Mestnye, que se autodenomina o "movimento de jovens ecologistas políticos", realizou recentemente várias ações pró-governo, incluindo o apoio de novas restrições sobre jogos de azar, e tem lançado patrulhas vigilantes para ajudar a combater o crime.

Agencia Estado,

27 Novembro 2006 | 17h59

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.