Na Sibéria, 33 pessoas ficam presas em mina de ouro

Pelo menos 33 pessoas estão presas em uma mina de ouro siberiana onde ocorre um incêndio, informou um porta-voz do Ministério para as Situações de Emergência da Rússia nesta quinta-feira.No começo do incêndio na mina, localizada na região de Chita (sul da Sibéria), 64 trabalhadores nas galerias subterrâneas estavam no local, dos quais 31 foram retirados, indicou a fonte.O fogo começou em um dos poços verticais de oito metros de diâmetro, a uma profundidade de entre 85 e 135 metros."As pessoas que se encontravam na mina foram retiradas pelas galerias horizontais abandonadas", disse o responsável pela operação, Mikhail Yefimov, que acrescentou que "não há comunicação" com os operários presos.Os cabos elétricos estão em chamas e a grande quantidade de fumaça atrapalha os trabalhos de resgate e o fornecimento de ar às galerias.Não há informação sobre as causas do incêndio, embora não se descarte que ele pode ter sido originado durante trabalhos de solda.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.