Nacionalista de direita ganha posição no Gabinete suíço

Um bilionário nacionalista conquistou uma vaga no Gabinete Federal, o mais poderoso órgão eletivo da Suíça, num movimento que provavelmente levará à repressão da imigração e a um maior isolamento da Suíça dentro do cenário europeu. Tratado como radical de direita pela mídia internacional, Christoph Blocher, líder do Partido do Povo Suíço, é largamente respeitado pelos empresários e líderes do mundo dos negócios suíços.Sua eleição atraiu elogios dos bancos e indústrias do país, mas alarmou grupos de ajuda a refugiados, que lembraram a forte retórica usada por Blocher contra os imigrantes e alertaram para o risco que ele representa para as tradições humanitárias da Suíça.Blocher é filho de um pregador religioso e passou 24 anos no Parlamento. Ele ganhou notoriedade internacional nos anos 90, por sua campanha contra a pressão - ou ?chantagem?, como costumava dizer - sobre os bancos suíços para que indenizassem os herdeiros de vítimas do nazismo. Ele também é um defensor radical da neutralidade suíça, opondo-se à participação de tropas do país em missões de paz e ao estreitamento de laços com a União Européia.

Agencia Estado,

10 de dezembro de 2003 | 19h49

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.