Nacionalista Le Pen lança nova candidatura na França

O líder nacionalista francês Jean-Marie Le Pen misturou uma retórica anti-imigração com promessas a famílias, agricultores e pobres em um longo discurso para lançar sua quinta campanha presidencial neste domingo. Le Pen, que chocou a França a atingir o segundo lugar há cinco anos no pleito ganho por Jacques Chirac, disse no comício que imporá rígidos controles de imigração e que bancará projetos sociais com o corte de benefícios a estrangeiros. Ele também buscou responder às preocupações da população sobre o aquecimento global ao propor um Plano Marshall para o campo, referindo-se aos planos de reconstrução após a Segunda Guerra Mundial. "Eu serei o presidente dos homens e das mulheres do campo porque sob eles repousa a honra de ser francês", afirmou o líder da Frente Nacional a eleitores com bandeiras na mão. Ele reiterou suas críticas à União Européia e à globalização e classificou os especuladores financeiros mundiais como "tubarões" aliados das oligarquias russas e francesas. "Eu serei o presidente que restabelecerá o direito de governar sem que nossa soberania seja confiscada", afirmou. Em falas destinadas a capitalizar a crescente desconfiança popular em relação à elite política, Le Pen endereçou seus projetos às "classes mais baixas, produtores rurais, pensionistas, viúvas e garotos de rua". "Para aqueles de vocês que trabalham por pouco, eu digo que nos deixem retomar o poder e aliviar a pressão de ser francês." Le Pen tem uma situação melhor para a eleição presidencial de abril e maio do que nas eleições de 2002. Mas ele ainda está muito atrás dos dois principais candidatos, o conservador Nicolas Sarkozy e a socialista Sègolene Royal. Uma pesquisa divulgada no último domingo pelo periódico Journal du Dimanch indicou que 11,5 por cento dos eleitores planejava votar por Le Pen no primeiro turno da eleição, contra 17 por cento do centrista François Bayrou e de Royal e Sarkozy, ambos com 28 por cento.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.