Nacionalistas fazem novo protesto na Tailândia

Cerca de 2 mil nacionalistas "Camisas Amarelas" realizaram um protesto em Bangcoc hoje contra o modo como o governo lida com uma disputa territorial com o vizinho Camboja. Dois dias antes, houve um grande protesto dos rivais "Camisas Vermelhas".

AE, Agência Estado

25 de janeiro de 2011 | 14h46

Os "Camisas Amarelas" acusam o governo do primeiro-ministro Abhisit Vejjajiva de não conseguir defender o território em uma disputa com o Camboja. "Nós fizemos sugestões ao governo, mas eles não agiram, então não temos outra escolha", disse uma liderança dos manifestantes, Chamlong Srimuang.

A questão das fronteiras ganhou proeminência após sete tailandeses serem presos no Camboja em dezembro por entrarem ilegalmente em uma zona disputada, incluindo um ativista dos "Camisas Amarelas" que permanece detido no Camboja, acusado de espionagem. O grupo, conhecido oficialmente como Aliança do Povo pela Democracia, costumava ser próximo de Abhisit, mas as relações têm piorado.

Em 2008, o grupo fez grandes manifestações, fechando dois aeroportos de Bangcoc e deixando 300 mil pessoas sem voar. Os protestos geraram um grande custo para a economia local. Já os "Camisas Vermelhas" protestam por eleições antecipadas. No último domingo, eles atraíram 27 mil pessoas para uma manifestação. As informações são da Dow Jones.

Tudo o que sabemos sobre:
protestoTailândianacionalistas

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.