David Karp/Associated Press
David Karp/Associated Press

Nada pode parar tentativa na ONU, diz Abbas

Presidente palestino afirmou que tempo da comunidade internacional impedir pedido na ONU já acabou

Associated Press

19 de setembro de 2011 | 08h58

RAMALAH - O presidente palestino Mahmoud Abbas disse que o tempo para a comunidade internacional convencê-lo a não buscar o reconhecimento do Estado palestino na ONU acabou.

 

 

Veja também:

lista A busca pelo Estado palestino

lista ENTENDA: O que os palestinos buscam na ONU
especialESPECIAL: As disputas territoriais no Oriente Médio

 

 

Abbas falou nesta segunda-feira, 19, a caminho dos Estados Unidos, onde ele busca o reconhecimento de um estado na Cisjordânia ocupada por Israel, assim como Gaza e Jerusalém Oriental.

 

 

Os Estados Unidos e Israel se opõem ao pedido, afirmando que um estado pode apenas ser estabelecido através de negociações. Abbas insiste que as negociações devem ser baseadas nas fronteiras pré-1967 e na interrupção das construções de assentamentos.

 

O presidente palestino diz que mesmo se Israel aceitasse suas demandas, "nós iremos à ONU porque não há nenhuma contradição entre negociações e ir à ONU". Abbas assegurou que os palestinos não usarão a violência como recurso para atingir seus objetivos.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.