Nader anuncia candidatura

Independente é acusado de ter dividido voto democrata em 2000

Washington, O Estadao de S.Paulo

25 de fevereiro de 2008 | 00h00

Acusado pelos democratas de ter sido o culpado pela vitória de George W. Bush nas eleições de 2000, o advogado Ralph Nader anunciou ontem que irá participar novamente da corrida pela Casa Branca como candidato independente. Filho de imigrantes libaneses e admirado por seu trabalho de defesa dos direitos do consumidor, Nader explicou à rede de TV NBC que resolveu concorrer este ano porque "os outros candidatos estão muito comprometidos com os interesses das grandes empresas". Em 2000, quando o democrata Al Gore perdeu para Bush por uma diferença de apenas 537 votos na Flórida, Nader, do Partido Verde, obteve 97 mil votos neste Estado. Em todo o país, ele obteve 2,7 milhões de votos, sendo acusado de dividir o eleitorado democrata. Em 2004, o advogado também disputou a presidência, mas teve uma votação bem menor. O receio dos democratas é de que a candidatura de Nader enfraqueça o partido, que ainda está dividido entre as pré-candidaturas do senador Barack Obama e a ex-primeira-dama Hillary Clinton. Os republicanos parecem ter chegado a um consenso sobre a indicação do senador John McCain. "Recebemos bem a notícia e esperamos que outros sigam o caminho dele", afirmou o pré-candidato republicano Mike Huckabee. Tanto Obama quanto Hillary tentaram mostrar que não estão preocupados com a candidatura. "Isso não ajudará o candidato democrata, mas vivemos em um país livre", disse Hillary. "Quando ele fez isso no passado, as coisas não acabaram bem para ninguém, especialmente para o nosso país." Segundo Nader, a culpa pela vitória de Bush em 2000 é unicamente dos democratas. "Se eles não têm condições de derrotar Bush novamente este ano, devem sair de cena para reaparecer reformulados mais tarde", disse. AP, REUTERS E AFP

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.