Tony Gentile/Reuters 14/12/2010
Tony Gentile/Reuters 14/12/2010

Não estou preocupado, diz Berlusconi sobre indiciamento na Itália

Premiê vai a julgamento no dia 6 de abril por prostituir menores e abuso de poder

estadão.com.br,

16 de fevereiro de 2011 | 10h39

O primeiro-ministro italiano, Silvio Berlusconi, disse nesta quarta-feira, que não está preocupado com seu indiciamento por prostituição de menores e abuso de poder. O premiê vai a julgamento no próximo dia 6 de abril.

Veja também:

especial Cronologia: A era Berlusconi na Itália

Em uma coletiva de imprensa em Roma, Berlusconi se esquivou de perguntas sobre o caso. "Não falarei sobre isso por amor ao meu país. Mas posso dizer uma coisa. Não estou preocupado de maneira nenhuma", disse.

 

O Ministério Público acusa o premiê de prostituir a marroquina Karima El Mahroug, conhecida como "Ruby, a arrasa corações", quando ela tinha 17 anos, e de usar sua influência para libertá-la da prisão quando ela foi detida por roubo. De acordo com as investigações, na primeira vez em que se encontraram, Berlusconi pagou € 7 mil (cerca de R$ 15,7 mil) para manter relações sexuais com Ruby.

De acordo com o jornal La Republica, Berlusconi sabia que a jovem era menor de idade em março de 2010 e teria mantido encontros sexuais com ela em abril e maio. Ela completou 18 anos em novembro.

Com AP e Efe

Tudo o que sabemos sobre:
Silvio BerlusconiItália

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.