Não há diálogo se o Hamas não reconhecer Israel, diz Olmert

O primeiro-ministro interino de Israel, Ehud Olmert, afirmou neste domingo que seu país não fará contato com os palestinos até que o Hamas renuncie explicitamente ao caminho do terrorismo e reconheça Israel e todos os acordos assinados entre ambas as partes. Olmert fez as declarações no início da reunião semanal do conselho de ministros. O premier informou aos ministros sobre os contatos que manteve com outros países após a vitória do Hamas nas eleições palestinas e ressaltou que a comunidade internacional compartilha sua postura.Segundo Olmert, "Israel dá muita importância a uma postura comum com a comunidade internacional sobre o Hamas e a Autoridade Nacional Palestina (ANP)".

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.