''Não há nenhum risco para a saúde dos europeus''

Entrevista[br][br]Carlos Dora, Médico da Organização Mundial da Saúde (OMS)

Jamil Chade, O Estado de S.Paulo

21 de abril de 2010 | 00h00

O médico brasileiro Carlos Dora coordena a área da Organização Mundial da Saúde (OMS) responsável por acompanhar os efeitos da erupção do vulcão islandês sobre os europeus. A seguir, os principais trechos da entrevista concedida ao Estado.

Qual a recomendação para as pessoas na Europa?

Os níveis de poluição de algumas das cidades europeias estão dentro do razoável. Os índices não estão muito acima das médias normais. A nuvem de cinzas muito alto, bem distante do nível do solo, e não há nenhum impacto para a saúde dos moradores.

O Brasil ou a China têm mais poluição que essas cidades?

Exatamente.

O que ocorrerá com toda a cinza emitida pelo vulcão?

Não sabemos ainda. Ela pode se dispersar ou cair. A taxa de concentração determinará nossa ação. Se houver necessidade, lançaremos um alerta de saúde. Mas, por enquanto, não há risco nenhum. Isso é uma certeza.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.