Reprodução
Reprodução

Não tenho nada a esconder, diz Sean Penn sobre El Chapo

Ator disse não ter visto espiões durante o período em que esteve com o narcotraficante, mas presumiu que fosse  monitorado

O Estado de S. Paulo

11 Janeiro 2016 | 19h39

CIDADE DO MÉXICO - O ator americano Sean Penn disse ontem que não tem nada a esconder sobre sua visita ao México para entrevistar o líder do cartel de Sinaloa, Joaquín “El Chapo” Guzmán, recapturado na sexta-feira após seis meses foragido. A entrevista, segundo autoridades mexicanas, ajudou na captura. 

Em uma troca de e-mails com a Associated Press, Penn evitou responder às críticas por ter mostrado o texto que escreveu para Guzmán antes da publicação. O ator disse não ter visto espiões durante o período em que esteve com o narcotraficante, mas presumiu que estivesse sendo monitorado.

Em artigo publicado no fim do sábado na revista Rolling Stone, Penn relembrou um longo encontro com Guzmán, que queria realizar uma cinebiografia de sua história, segundo o artigo do ator. O encontro, de acordo com a imprensa mexicana, foi intermediado pela atriz Kate del Castillo, que teria mantido contato com os advogados do narcotraficante. 

Ontem, o diário El Universal publicou dez fotos de Penn, que aparentemente estava sendo monitorado desde que chegou ao México. Os contatos da atriz com os representantes de Guzmán também eram monitorados pela polícia mexicana. Ela preferiu não comentar o assunto

Uma fonte do governo do México disse que as autoridades mexicanas querem interrogar Sean Penn e a atriz Kate del Castillo sobre o encontro com Guzmán em outubro. Uma segunda fonte do governo disse ainda que não está claro se os atores cometeram um crime. 

Na entrevista, Guzmán reconheceu sua atividade criminosa “Eu forneço mais heroína, metanfetaminas, cocaína e maconha do que qualquer um no mundo”, disse. “Eu tenho uma frota de submarinos, aeronaves, caminhões e barcos”, acrescentou. / AP e AFP

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.