Napolitano pede a 'dois grupos' solução política

O presidente da Itália, Giorgio Napolitano, pediu ontem a "dois grupos selecionados" - não revelados - que elaborem um programa de governo, em uma tentativa de resolver o impasse político, mas defendeu que o premiê Mario Monti permaneça no cargo. Ele também descartou a possibilidade de demitir-se antes do fim de seu mandato, em 15 de maio. Na prática, o anúncio encerra a tentativa, conduzida por uma semana, do líder de centro-esquerda Pier Luigi Bersani de tentar encontrar um conjunto de forças políticas para formar um governo de coalizão estável.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.