Napolitanos voltam a incendiar o lixo em protesto contra o acúmulo de resíduos

Manifestantes atearam fogo ontem às pilhas de lixo que voltaram a tomar conta das ruas de Nápoles, no sul da Itália, e outras cidades da região. Os bombeiros apagaram ao menos 65 focos de incêndio até a madrugada de ontem. Os napolitanos ainda obstruíram vias com os resíduos. Segundo as autoridades, cerca de 2,3 mil toneladas de resíduos se acumulam nas ruas. Para o prefeito de Nápoles, Luigi de Magistris, os problemas sanitários estão relacionados com a política - já que ele faz oposição ao premiê Silvio Berlusconi - e com Camorra, a máfia napolitana, que controlaria a coleta na região. Magistris quer que policiais armados escoltem os caminhões de lixo para regularizar a situação.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.