Nas Filipinas, organização Abu Sayyaf elege novo líder

Yasser Igasan é ´espiritual´ e mais experiente em combate que seu antecessor

Efe

12 Julho 2007 | 05h33

Yasser Igasan, suposto novo chefe da organização radical islâmica Abu Sayyaf, é considerado "muito espiritual", informou nesta quinta-feira, 12, a imprensa filipina. Além disso, ele pertence a uma etnia de guerreiros e é mais experiente em combate que seu antecessor, Kadafi Janjalani. Igasan é um "tausog", membro de uma tribo muçulmana filipina conhecida por sua ferocidade e habilidade no manejo da espada, disse ao jornal The Philippine Daily Inquirer Yousef Jikiri, um dos líderes da Frente Moro de Libertação Nacional (FMLN). O atual número um da Abu Sayyaf foi companheiro do antecessor em 1993, quando os dois receberam formação religiosa numa madraçal (escola islâmica) da cidade de Marawi. A instituição era dirigida por Mohammed Jamal Kalifa, cunhado de Osama bin Laden, o líder da rede terrorista Al-Qaeda. Naquela época, o novo chefe da Abu Sayyaf, três anos mais velho que Janjalani, se destacou como o primeiro de sua classe. Ele partiu então para o campo de batalha, e em 1995 já participava de ataques contra soldados filipinos e do assédio à cidade de Ipil, que deixou 53 mortos, acrescentou Jikiri. No entanto, a cúpula da organização decidiu entregar em 2001 a liderança do grupo a Janjalani, muito popular entre os militantes por ser o irmão de Abdurajak Janjalani, primeiro chefe e fundador da Abu Sayyaf, assassinado em 1998. Igasan decidiu então ir para a Arábia Saudita, onde entrou em contato com simpatizantes do movimento taleban no Afeganistão. Ele passou a canalizar fundos de sociedades beneficentes sauditas para seus "irmãos" nas Filipinas. Três anos depois, retornou para o seu país. O Exército filipino anunciou há duas semanas que Igasan tinha assumido a direção da Abu Sayyaf após a morte de Janjalani.

Mais conteúdo sobre:
Abu Sayyaf Filipinas

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.