Nasa interrompe desenvolvimento da X-33

A agência espacial norte-americana (Nasa) interrompeu o desenvolvimento da conturbada nave X-33, que sucederia os atuais ônibus espaciais e era desenvolvida pela Lockheed-Martin Corporation. A Nasa e a empresa contratada gastaram quatro anos de US$ 1,25 bilhão no projeto que nunca teve um vôo de teste. Os críticos do novo modelo diziam que seu desenho era ambicioso demais para funcionar na prática."Não foi surpresa acontecer isto. O veículo estava essencialmente programado para fracassar", disse Charles Lurio, um consultor aeroespacial de Brookline, Massachusetts. O X-33 era visto como uma espaçonave confiável e reutilizável que poderia diminuir em pelo menos 10 vezes os gastos de lançamento até 2006 ou 2007. Mas foram utilizadas muitas tecnologias não testadas, argumentavam os oponentes do projeto, quando um desenho mais prático e menos glamouroso seria mais eficiente.A Nasa informou, por meio de um comunicado divulgado ontem, que a tecnologia utilizada nos tanques de combustível não era madura o suficiente para funcionar.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.