Nasa lança veículo em forma de disco voador

Los Angeles - Depois de vários atrasos por conta do clima, a Nasa lançou neste sábado na atmosfera da Terra um veículo em formado de disco voador carregado por um balão de hélio. O lançamento é um teste da tecnologia que pode ser usada para pousar em Marte.

Agência Estado

28 de junho de 2014 | 16h52

Desde que um par de sondas espaciais do programa Viking pousou no planeta vermelho em 1976, a Nasa vinha trabalhando com o mesmo design. O voo experimental de US$ 150 milhões testa um novo veículo e uma espécie de "paraquedas gigante" desenhado para permitir o pouso de veículos espaciais mais pesados e, eventualmente, transportar astronautas.

Espectadores pelo mundo puderam acompanhar partes da missão por meio de uma transmissão por internet em tempo real. Câmeras a bordo do veículo fazem imagens em baixa resolução.

Depois da decolagem as 11h40 da manhã na ilha havaiana de Kauai, o balão impulsionou o veículo em forma de disco para a região do Pacífico. O motor de foguete deve então ser acionado, carregando o veículo para 55 quilômetros de altura em velocidade supersônica.

O ambiente a esta altura é similar ao da fina atmosfera marciana. Conforme o veículo se prepara para voltar para a Terra, um tubo ao redor dele deve expandir para desacelerá-lo. Então o paraquedas deve entrar em ação e guiar o veículo para um pouso no oceano.

O teste havia sido adiado seis vezes por conta de ventos fortes. Ventos precisam estar calmos para que o balão não seja carregado para zonas em que voos não são permitidos.

Engenheiros planejam analisar as informações e conduzir vários outros voos antes de decidir levar a tecnologia para uma missão a Marte. "Queremos testá-los aqui onde é mais barato antes de enviá-los a Marte para termos certeza de que eles funcionarão lá", disse o gerente do projeto, Mark Adler, durante uma coletiva de imprensa em junho. Fonte: Associated Press.

Mais conteúdo sobre:
NasaMarte

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.