Nasce filha de homem preso em mina no Chile

O mineiro Ariel Ticona tem um novo motivo para sobreviver até o fim do ano a 700 metros de profundidade, onde está preso há 40 dias juntamente com outros 32 companheiros: hoje nasceu Esperanza, sua primeira filha. A menina chegou ao mundo às 12h20, pesando 3.050 quilos e medindo 48 centímetros.

AE-AP, Agência Estado

14 de setembro de 2010 | 16h47

Sua mãe, Elizabeth Segovia, disse que estava "muito nervosa" antes de entrar na sala de cirurgia. Poucas vezes no Chile o nascimento de um bebê atraiu tanto a atenção da mídia, especialmente a estrangeira. Os pais haviam planejado dar o nome de Carolina à menina, mas decidiram mudar quando os mineiros foram encontrados com vida.

Ticona havia prometido estar na sala do parto, mas o desabamento na mina San José, no dia 5 de agosto, o impediu de cumprir a promessa. Por essa razão, ele pediu que sua mulher gravasse o nascimento para que pudesse ver as imagens na mina, tarefa cumprida por uma irmã de Elizabeth.

Tudo o que sabemos sobre:
filhamineiroChilenascimento

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.