Natal na Indonésia tem vigilância redobrada

Na Indonésia, os cristãos celebraram a noite de Natal sob rígidas medidas de segurança, devido ao temor de que terroristas vinculados à Al-Qaeda poderiam realizar ataques no país com maior população muçulmana do mundo. Mais de 140 mil homens vigiavam embaixadas, igrejas, centros comerciais e hotéis no país. Mas não houve, até agora, notícias de ações terroristas, informaram fontes policiais.Apesar da forte chuva, os fiéis acorreram em grande número às igrejas de Jacarta. Vários soldados armados com metralhadoras vigiavam a igreja católica de Santa Ana. As pessoas tinham que passar por detectores de metais na entrada do templo. Santa Ana foi uma das 11 igrejas atacadas com bombas na Indonésia, durante a noite de Natal de 2001. Pelo menos 19 pessoas morreram e cem ficaram feridas naqueles atentados, atribuídos a um grupo terrorista que opera no sudeste da Ásia.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.