Naufrágio deixa quase 200 mortos na Tanzânia

Barco estava levando passageiros além de sua capacidade; sobreviventes passaram horas à deriva antes do resgate

, O Estado de S.Paulo

11 Setembro 2011 | 00h00

ZANZIBAR, TANZÂNIA

Ao menos 198 pessoas morreram ontem no naufrágio de uma balsa superlotada perto da ilha de Zanzibar, na Tanzânia. Autoridades do país confirmaram que 620 pessoas foram resgatadas. O barco tinha capacidade para 600 passageiros. Acredita-se que quase 800 pessoas estavam a bordo.

Os sobreviventes passaram horas à deriva e agarrados a objetos para não afundar. A maior parte estava desidratada e machucada. Equipes de resgate tiveram dificuldades para encontrar sobreviventes, já que o acidente aconteceu durante a madrugada. Quando amanheceu, centenas de familiares foram até a praia em busca de notícias.

Como o barco virou, equipes de resgate acreditam que muitos corpos devem ser encontrados dentro da embarcação. As causas do acidente ainda são desconhecidas, mas os sobreviventes afirmam que a balsa afundou em poucos minutos.

A embarcação, o MV Spice Islanders, fazia a rota entre as ilhas de Unguja e Pemba, as duas principais do arquipélago tanzaniano de Zanzibar, que são separadas por 80 quilômetros. Segundo a polícia, o acidente aconteceu a cerca de 20 quilômetros do porto no qual os passageiros desembarcariam. /REUTERS e AP

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.