AP / Boris Grdanoski
AP / Boris Grdanoski

Naufrágio no Mediterrâneo mata nove imigrantes palestinos e sírios

Navio transportava 40 pessoas que saíram do Líbano com destino à Turquia; demais estrangeiros conseguiram ser resgatados

O Estado de S. Paulo

19 de agosto de 2015 | 10h32

BEIRUTE - Nove cidadãos palestinos e sírios, entre eles mulheres e crianças, morreram após o naufrágio da embarcação na qual estavam no Mar Mediterrâneo, perto do litoral da Turquia, segundo informou nesta quarta-feira, 19, a agência estatal libanesa ANN.

O navio, com 40 pessoas a bordo saiu do norte do Líbano, onde chegaram as vítimas procedentes do campo de refugiados de Yarmouk, com destino à Turquia.

Um dos sobreviventes, que conseguiu entrar em contato com sua família na cidade libanesa de Trípoli, indicou que nove pessoas se afogaram e que as outras foram resgatadas e atendidas na Turquia.

A ONU advertiu ontem que o número de imigrantes e refugiados que chegaram à Europa por rotas do Mediterrâneo já é superior a 264 mil em 2015. /EFE

Tudo o que sabemos sobre:
naufrágioMediterrâneoimigrantes

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.