Naufrágio no Senegal pode ter deixado 970 mortos

O governo do Senegal informou neste domingo que havia 1034 pessoas a bordo do ferryboat Joola, que afundou na sexta-feira por causa do mau tempo nas costas de Gâmbia - 238 passageiros a mais do que o informado anteriormente. O número de mortos e desaparecidos é de 970.A capacidade máxima para a embarcação era de 550 pessoas. Até agora, apenas 64 passageiros foram resgatados com vida. As equipes de socorro, que já recuperaram 400 corpos, acham improvável achar mais sobreviventes. Entre os mortos (na maioria senegaleses) estão 10 franceses, cinco espanhóis, dois holandeses, dois belgas e dois suíços.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.