Nave russa chega à estação orbital internacional

A nave espacial russa Soyuzacoplou suavemente com a estação orbital internacional Alpha nesta quarta-feira. O foguete Soyuz-FG acoplou minutos antes das 2h01 (pelo horário de Brasília), horário previsto para a operação. A navepartiu na segunda-feira do cosmódromo de Baikonur, noCasaquistão, levando o comandante russo Gennady Padalka, oengenheiro de vôo americano Michael Flincke e o astronautaholandês Andre Kuipers. Padalka e Flincke subsituirão o astronauta americano MichaelFoale e o cosmonauta russo Alexander Kaleri na estação orbital.Kuipers partitipará de uma missão de nove dias para realizarexperimentos para a Agência Espacial Européia. Kuipers deverá retornar à Terra em 30 de abril junto com Foalee Kaleri, que estão na estação orbital desde 30 de outubro. Apesar do sucesso da acoplagem, em solo a tensão estava emalta com uma autoridade russa criticando a Nasa pela duração demissões futuras. Os russos querem que as missões durem maistempo. A Nasa suspendeu suas missões tripuladas ao espaço depois datragédia com a Columbia, em fevereiro de 2003, fazendo com que aRússia cuide sozinha do envio de astronautas à estaçãointernacional. As autoridades russas querem que as missões na Alpha passem deseis meses para um ano de duração para que possa dar seqüência aoutros projetos, como o envio de turistas ao espaço sideral.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.