EFE/EPA/ROSCOSMOS
EFE/EPA/ROSCOSMOS

Nave russa que transporta robô humanoide não consegue atracar em estação espacial

'Fedor', primeiro robô humanoide enviado ao espaço pela Rússia, é o tamanho de um adulto humano e emula movimentos do corpo humano

Redação, O Estado de S.Paulo

24 de agosto de 2019 | 04h38

MOSCOU  - A espaçonave russa Soyuz que transportava um robô humanoide não conseguiu atracar na Estação Espacial Internacional neste sábado, 24, segundo agências de notícias russas.

O robô, denominado Fedor (Final Experimental Demonstration Object Research, em tradução livre Pesquisa Experimental Final de Objetos de Demonstração) estava a caminho da estação em uma missão planejada de duas semanas para testar suas habilidades.

O processo de acoplagem, originalmente planejado para 05h30 GMT, falhou por causa de problemas relacionados ao sistema de acoplamento automático. 

Agora, a espaçonave está a 96 metros da estação e os oficiais planejam tentar atracar novamente na manhã da próxima segunda-feira, 26.

Este é o primeiro robô humanoide enviado ao espaço pela Rússia. Em 2011, a Nasa enviou o robô humanóide Robonaut 2 ao espaço para trabalhar em ambientes perigosos. Fedor é o tamanho de um adulto humano e emula movimentos do corpo humano.

O Estação Espacial Internacional é um projeto conjunto das agências espaciais dos Estados Unidos, Rússia, Europa, Japão e Canadá. Reuters

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.