Nave russa se acopla à estação espacial

Soyuz TMA-19 decolou na terça-feira do Cazaquistão levando um cosmonauta e dois astronautas

Efe,

18 de junho de 2010 | 04h16

MOSCOU - A nave espacial russa Soyuz TMA-19, com três tripulantes a bordo, se acoplou com sucesso à Estação Espacial Internacional (ISS), informou nesta sexta-feira, 19, o Centro de Controle de Voos Espaciais (CCVE) da Rússia.

"O acoplamento foi efetuado em regime automático e sem nenhum contratempo", disse um porta-voz do CCVE citado pela agência Interfax.

A nave russa, que decolou na terça-feira passada da base de Baikonur (Cazaquistão), levou à ISS o cosmonauta russo Fiodor Yurchikhin e os astronautas americanos Doug Wheelock e Shannon Walker.

Os três passarão a integrar a expedição 24 da plataforma espacial, que viaja em torno da Terra em uma órbita de quase 400 quilômetros de altura.

Após ter sido igualada a pressão da Soyuz com a da plataforma orbital foram abertas as escotilhas e os recém chegados à ISS se uniram a seus atuais ocupantes, os russos Alexander Skvortsov e Mikhail Kornienko e aamericana Tracy Caldwell.

Yurchikhin, Wheelock e Walker permanecerão na ISS durante mais de cinco meses.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.