Navio chega a Malta com 110 refugiados da Líbia

Em 48 horas, 361 pessoas fugiram de conflitos na região

Estadão Conteúdo

04 de agosto de 2014 | 17h37

O navio de guerra inglês que ajudou na retirada de 110 cidadãos líbios chegou a Malta nesta segunda-feira, aumentando para 361 o número de pessoas que fugiram da região por navio nas últimas 48 horas. O HMS Enterprise levava 30 crianças e quatro mulheres grávidas.

A violência na Líbia está no seu pior momento desde a guerra civil de 2011, que derrubou o ex-ditador Muammar Gaddafi. No sábado, 226 sul-coreanos, indianos, filipinos e moradores de Bangladesh chegaram a Valletta em um navio fornecido por uma fabricante de carros para seus funcionários que quisessem deixar a Líbia. Com eles, vieram 24 cidadãos malteses.

O alto comissário inglês Rob Luke informou que algumas pessoas originárias da Grã-Bretanha continuavam na Líbia, e autoridades do Reino Unido estão preparando todas as medidas para a retirada, se necessário. Fonte: Associated Press

Tudo o que sabemos sobre:
LíbiaInglaterraMaltarefugiados

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.