Navio da Marinha será vitrine de produtos nacionais

Os Ministérios da Marinha e do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior vão realizar uma feira flutuante nos próximos seis meses, como parte da política nacional de promoção dos produtos brasileiros no exterior. O Navio Escola Brasil, zarpa na segunda-feira de Niterói rumo a 14 portos internacionais, levando uma variada mostra de produtos nacionais. A embarcação será uma espécie de "embaixada brasileira flutuante", que até o dia 30 de novembro visitará Países da Europa e das Américas. O Navio Escola Brasil deixa o Brasil todos os anos com cerca de 200 novos guardas-marinha, que durante um semestre percorrem o mundo recebendo treinamento. Durante esse tempo, o navio atraca por alguns dias em vários portos, quando recebe entre 2 mil e 7 mil pessoas, que querem conhecer a embarcação mesmo sem nenhum atrativo. Surgiu, então, a idéia apresentada pelo Ministério da Marinha, de aproveitar estas ocasiões para divulgar os produtos brasileiros no exterior. Em cada País, o embaixador brasileiro enviará convites a empresários, jornalistas e potenciais consumidores dos nossos produtos numa tentativa de ampliar ainda mais o número de visitantes. "O Navio será uma vitrine dos produtos nacionais", diz um assessor do Ministério do Desenvolvimento. A Agência de Promoção das Exportações (APEX) e o Ministério das Relações Exteriores foram chamados para integrar o projeto. A APEX mobilizou 16 setores da economia brasileira, que ajudarão a organizar as mostras. Haverá o "grupo da moda", onde estarão expostos roupas, calçados, jóias, bijuterias, cosméticos e perfumes. Outro grupo, o de alimentos, preparará a degustação de alguns produtos, como carne, café, suco de frutas, cachaça e até caipirinha. Duas toneladas de polpa de frutas serão embarcadas. AmazôniaTambém estarão expostos brinquedos, artesanato nacional, móveis, flores, máquinas e equipamentos. Em três portos - na Itália, Portugual e França, a Associação Brasileira das Indústrias Têxteis (Abit) realizará um desfile de modas a bordo. Também será montada na sala de estar do navio uma mostra permanente sobre a Amazônia, onde os visitantes serão convidados para as comemorações dos 35 anos da Superintendência da Amazonas (Suframa), que acontecem em setembro. FilmesPaineis e vídeos institucionais promoverão o turismo. No auditório do Navio, acontecerá uma mostra do cinema brasileiro. Dez filmes, como Carlota Joaquina, Caramuru, Copacabana e O Auto da Compadecida, serão exibidos. O ministro do Desenvolvimento, Sergio Amaral, fará uma visita ao Navio Escola amanhã e, na sexta-feira, haverá uma cerimômina de despedida dos novos oficiais da Marinha com a presença do vice-presidente, Marco Maciel. "Vejo com muita satisfação uma instituição, como a Marinha, que não está diretamente ligada ao comércio exterior, integrar os esforços do governo na promoção dos produtos brasileiros no exterior", disse Amaral.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.