Navio de guerra chinês visita Japão e sinaliza melhores relações

Esta é a primeira viagem desde a Segunda Guerra Mundial; destróier será aberto para visitação pública

GEORGE NISHIYAMA, REUTERS

28 de novembro de 2007 | 08h32

Um navio de guerra proveniente da China ancorou em Tóquio, nesta quarta-feira, para a primeira visita portuária chinesa ao Japão desde a 2ª Guerra Mundial - uma exibição altamente simbólica da melhora nas relações entre os dois gigantes asiáticos.   Foto: ReutersEm 2000, os dois países haviam concordado com visitas recíprocas de navios de guerra, mas a China cancelou a ida de um deles em 2002, depois que o então premiê japonês, Junichiro Koizumi, visitou o santuário de Yasukuni, visto pelos chineses como símbolo do militarismo do passado japonês. O destróier de mísseis Shenzhen, batizado em homenagem à cidade chinesa homônima, chegou ao píer de Harumi e foi saudado por centenas de residentes chineses no Japão, que acenavam pequenas bandeiras dos dois países. "O Shenzhen é um mensageiro para paz e a amizade. Ele quer transmitir esperança por uma Ásia harmoniosa e um mundo harmonioso", disse o embaixador chinês no Japão, Cui Tiankai. Convidados e repórteres foram levados a bordo do navio para uma rara observação de seus armamentos de alta tecnologia, incluindo um lançador de mísseis.

Tudo o que sabemos sobre:
JAPAOVISITANAVIOCHINES

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.