Navio desvia rota para Gaza após intervenção de Israel

Um navio da Líbia, que leva ajuda humanitária para a Faixa de Gaza, mudou seu curso para o Egito nesta terça-feira, em vez de tentar furar o bloqueio naval de Israel ao território palestino, informaram militares israelenses. A decisão diminui a possibilidade de um confronto em alto-mar, quase dois meses depois de Israel atacar um navio que seguia para Gaza, numa ação que matou nove ativistas e despertou críticas internacionais.

AE-AP, Agência Estado

13 de julho de 2010 | 19h56

Segundo os militares israelenses, que falaram em condição de anonimato, o capitão do navio líbio já informou que embarcações da Marinha de Israel o estavam seguindo mesmo quando ele se dirigia para El Arish, porto egípcio no Sinai, perto da Faixa de Gaza. Os militares afirmaram que vão manter a fiscalização, porque uma alteração de último minuto pode recolocar o navio líbio na direção de Gaza.

Nenhum comunicado oficial de Israel foi divulgado. Mais cedo, porém, o Exército de Israel confirmou que fez contato com o navio líbio e disse que "a Marinha iniciou os preparativos para interceptar o navio". Os organizadores afirmaram que manteriam os planos, mas um jornalista da rede Al-Jazira, que está a bordo do navio, informou que eles receberam ordens para desviar para El Arish ou para o porto israelense de Ashdod.

Esta iniciativa de furar o bloqueio ocorre um dia depois de o Exército de Israel ter admitido erros no confronto de 31 de maio a bordo do navio turco que deixou nove ativistas mortos. A ação resultou numa onda de críticas que forçou o Estado judeu a aliviar as restrições impostas ao território, controlado pelo Hamas.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.