Navio norte-americano colide com petroleiro no Golfo Pérsico

A causa do acidente esta sendo investigada, segundo a marinha; não houve derramamento ou vazamento de combustível

Agências internacionais,

12 de agosto de 2012 | 16h42

MANAMA- Um navio de guerra da marinha norte-americana colidiu com um petroleiro deste domingo, 12, próximo ao estratégico Estreito de Ormuz. O acidente com petroleiro panamenho M/V Otowasan ocorreu à 1h00 da madrugada, no horário local. A colisão deixou um buraco à estibordo do USS Porter, mas ninguém se feriu em nenhuma das embarcações, afirmou a marinha norte-americana, em comunicado.

A causa do acidente esta sendo investigada, segundo a marinha, que também acrescentou que não houve derramamento ou vazamento nem por parte do USS Porter, nem pelo Otowasan. O USS Porter se dirigia à quinta frota dos EUA, cuja base fica em Bahrain. O porta-voz da marinha, Greg Raelson, disse que o USS Porter está ancorado agora no porto em Jebel Ali, em Dubai.

O Estreito de Ormuz, localizado na foz do Golfo Pérsico, é por onde um quinto do petróleo no mundo é escoado. A tensão havia aumentado no local devido a ameaças iranianas de bloquear o tráfego, em retaliação às sanções mais duras aplicadas pelo Ocidente.

Há três anos, o submarino nuclear USS Hartford com base em Groton, Connecticut, colidiu no Estreito com o USS New Orleans, embarcação anfíbia com base em San Diego. O tanque de combustível do New Orleans foi rompido e 15 marinheiros da outro navio sofreram lesões leves. O acidente causou U$ 2,3 milhões em danos ao New Orleans e U$ 102,6 milhões ao Hartford. O oficial em comando foi dispensado e o subchefe da embarcação, que assistia o primeiro oficial, foi realocado. Vários membros da tribulação foram punidos.

As informações são da Associated Press.

Tudo o que sabemos sobre:
naviopetroleiroGolfo Pérsico

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.