Navio resgata refugiados sírios na costa do Chipre

Navio resgata refugiados sírios na costa do Chipre

Cerca de 300 pessoas estavam a bordo do barco que foi resgatado e serão acolhidas no país

Estadão Conteúdo

25 de setembro de 2014 | 10h49

Um navio de cruzeiro tentava resgatar centenas de pessoas presas a bordo de um pequeno barco perto do Chipre nesta quinta-feira. Autoridades afirmaram que eles são refugiados da Síria.

O diretor da Salamis Cruise Lines, Kikis Vasiliou, afirmou que um dos navios da companhia foi instruído a mudar de curso e resgatar cerca de 300 pessoas, a maioria mulheres e crianças. A companhia recebeu o pedido de busca e resgate de autoridades do Chipre para ajudar na operação de salvamento na manhã desta quinta-feira, no momento em que o navio voltava das Ilhas Gregas em direção ao Chipre.

Vasiliou informou que o navio com 230 tripulantes e capacidade para 800 passageiros é capaz de fornecer cobertores, tratamento médico e comida às pessoas resgatas durante o trajeto para o porto de Limassol, no Chipre.

O Ministério de Defesa do Chipre afirmou, em declaração, que o pequeno barco "provavelmente" saiu da Síria com "refugiados civis". O barco está a cerca de 92 quilômetros da cidade de Pafos, na costa sudoeste do país.

De acordo com o Ministério, o barco acionou a chamada de emergência devido a "más condições climáticas" na área. A pasta informou que será oferecido abrigo às pessoas resgatadas quando elas chegarem ao país.

Milhares de migrantes que deixam conflitos no Oriente Médio e no norte da África tentam cruzar o Mar Mediterrâneo em barcos precários na busca por abrigos seguros na Europa. Centenas deles morreram no mar. Fonte: Associated Press.

Mais conteúdo sobre:
ChipreSíria

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.