Navio transportando combustível naufraga no Golfo do México

O navio Orión, da Empresa Naval Mexicana e que transportava 950 toneladas de combustível, afundou em águas do Golfo do México, informou uma fonte oficial que descartou prejuízos ao meio ambiente. A Procuradoria Federal de Proteção ao Ambiente (Profepa) disse em um comunicado que a embarcação "afundou há algumas horas" no Golfo do México, a 289 quilômetros de Puerto Progreso, na península de Yucatán. No domingo, a embarcação apresentou problemas e cinco tripulantes foram resgatados. Outros três continuam desaparecidos. A embarcação "transportava combustível pesado e 15% de diesel conhecido como ´intermediário 15´ entre Tampico e Cancún", informou a Profepa. O procurador de Proteção ao Ambiente, Ignacio Loyola, deu instruções para que, junto com "o trabalho prioritário de busca dos três marinheiros desaparecidos, a região seja estreitamente vigiada para que se detecte qualquer vazamento de combustível que possa prejudicar o meio ambiente", diz o comunicado. Segundo a Empresa Naval Mexicana, a embarcação está hermeticamente selada e não há possibilidades de vazamento, já que a temperatura da água no fundo do Golfo é de 1 grau e solidifica o combustível que está em seus tanques, explicou a instituição, que destacou que as autoridades investigam as causas do naufrágio.

Agencia Estado,

29 Março 2006 | 03h10

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.