Navios chineses entram em região disputada; Japão protesta

Três navios chineses entraram por um breve momento numa área que o Japão considera seu território perto das disputadas ilhas no mar da China Oriental, nesta segunda-feira, o que provocou um protesto oficial do governo japonês.

KIYOSHI TAKENAKA E ANTONI SLODKOWSKI, Reuters

24 de setembro de 2012 | 08h03

Autoridades de ambos os países aumentaram os esforços diplomáticos para esfriar as tensões entre os dois rivais, após um incidente que pode complicar ainda mais a disputa territorial que está ameaçando as relações entre as duas maiores economias da Ásia.

Um grupo de pescadores de Taiwan --que também reivindica posse das ilhas rochosas-- disse que até 100 barcos escoltados por 10 embarcações da Guarda Costeira de Taiwan chegariam à região nesta segunda-feira.

A agência de notícias chinesa Xinhua disse que dois navios civis de vigilância estavam assumindo uma patrulha de "defesa de direitos" perto das ilhas, citando o Departamento do Estado de Administração de Oceanos, que controla os navios. Um navio de patrulha pesqueira foi detectado dentro de águas que também são reclamadas pelo Japão.

O Japão apresentou um protesto oficial. Mais tarde, todos os três navios chineses haviam se afastado, afirmou a Guarda Costeira japonesa.

As relações sino-japonesas deterioraram-se acentuadamente depois que o Japão comprou as ilhas, chamadas de Senkaku no Japão e Diaoyu na China, no início deste mês, o que provocou protestos anti-Japão na China.

"Nos últimos dias, o Japão tem constantemente provocado incidentes relacionados à questão das ilhas Diaoyu, violando gravemente a soberania territorial da China", disse a agência de notícias chinesa Xinhua.

O vice-ministro de Relações Exteriores japonês, Chikao Kawai, vai visitar a China nesta segunda-feira para discutir relações entre os países com o vice-chanceler chinês, Zhang Zhijun, informou o Ministério das Relações Exteriores do Japão.

(Reportagem de Kiyoshi Takenaka, Antoni Slodkowski e Dominic Lau, em Tóquio; Chris Buckley, em Pequim; e Pichi Chuang, em Suao, Taiwan)

Tudo o que sabemos sobre:
JAPAOCHINADISPUTAILHAS*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.