Navios israelenses atacam escritório de Arafat

Depois que seisisraelenses morreram num ataque palestino a um posto do Exército navios israelenses atacaram na quarta-feira de madrugada(horário de Israel) o escritório de Yasser Arafat em Gaza,matando quatro guardas. Quatro policiais foram mortos num ataqueisralense em Nablus, afirmaram palestinos. Enquanto o escritório de Arafat era atingido por tiros demetralhadoras disparados a partir dos navios e por um míssil,helicópteros israelenses lançavam mísseis nos postos policiaisde Gaza e um caça F-16 jogava uma bomba, levantando grandesnuvens de fumaça na atmosfera. Os palestinos contaram pelo menos27 explosões. Esta foi a primeira vez que Israel alvejou a sede doescritório de Arafat em Gaza. O líder palestino está confinadono seu escritório em Ramallah, na Cisjordânia, encurralado portanques israelenses. O Exército de Israel disse que o ataque naval ao escritório deArafat foi uma resposta aos repetidos ataques palestinos e aofracasso de Arafat e da Autoridade Nacional Palestina emdetê-los. A declaração não fez menção aos ataques aéreos. O general Abdel Razek Majaidie, responsável pela segurança emGaza, disse que "Israel rompeu todas as barreiras ao atacar oescritório de Arafat".

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.