Navios se chocam na China e há risco de derramamento

Navio transportava 100 toneladas de ácido clorídrico para uso industrial, com grande potencial contaminante

EFE

02 Novembro 2009 | 02h23

O Governo da província central de Hubei, na China, está trabalhando para conter e recuperar as 100 toneladas de produtos químicos industriais de um dos dois navios que se chocaram na madrugada do domingo em um trecho do rio Yang Tsé, informou nesta segunda-feira o jornal "Xin Beijing".

 

O navio transportava 100 toneladas de ácido clorídrico para uso industrial, quando se acidentou com outra embarcação de carga na região de Xishan, na cidade de Ezhou, zona navegável mais longa da China. A tripulação do navio que afundou foi resgatada depois do acidente, ilesa.

 

Um teste de água em uma área de três quilômetros de rádio ao redor da cena do acidente evidenciou que o nível de PH - que mede a acidez - está entre 7,5 e 8,0, dentro da categoria normal, segundo um responsável do Departamento de Proteção Ambiental da província de Hubei.

 

Este escritório assegurou que localizou os produtos químicos e que esperam recuperá-los em processo de limpeza que termine nesta segunda-feira. O ácido clorídrico para uso industrial é uma substância amarela e muito corrosiva, com grande potencial contaminante.

Mais conteúdo sobre:
CHINA ÁCIDO CLORÍDRICO ACIDENTE

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.