Nazista de 90 anos pega prisão perpétua

Um tribunal alemão condenou ontem o ex-oficial do Exército nazista Josef Scheungraber, de 90 anos, à prisão perpétua. Ele foi considerado culpado pelo assassinato de dez membros da Resistência Italiana na vila de Falzano di Cortona, em junho de 1944. O advogado do réu prometeu apelar. Scheungraber, contudo, não quis fazer declarações. Ele apenas suspirou profundamente ao ouvir a sentença. A corte informou que Scheungraber continuará em liberdade até o fim do processo de apelação, que ainda pode levar alguns meses.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.