Negada suspensão da execução do terrorista McVeigh

O juiz federal norte-americano Richard Matsch recusou hoje um pedido para que a execução do terrorista Timoty McVeigh seja adiada. McVeigh foi condenado à morte pelo atentado à bomba contra um prédio federal em Oklahoma City que deixou 168 mortos e centenas de feridos em 1995. Os advogados de McVeigh disseram que vão apelar contra a decisão de Matsch no 10º Tribunal Federal de Recursos.Seus advogados pediram a suspensão da execução porque o FBI revelou ter em seu poder milhares de documentos sobre o caso que não haviam sido colocados à disposição da defesa. Pela lei norte-americana, as autoridades policiais devem informar todos os documentos tanto para a acusação como para a defesa.Ao tomar sua decisão, o juiz Matsch afirmou ser "chocante" que os documentos só tenham sido encaminhados à defesa de McVeigh no mês passado. Ele reafirmou, porém, que a decisão do júri, de sentenciar o terrorista à morte, está mantido.A execução de McVeigh com uma injeção de veneno, marcada originalmente para o mês passado, foi adiada para 11 de junho por causa da descoberta dos documentos em poder do FBI.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.