Negociações chegam a novo impasse na Grécia

As negociações para a formação de um governo de coalizão na Grécia e a nomeação de um novo primeiro-ministro para o país chegaram a mais um impasse na noite de quarta-feira, com líderes políticos abandonando um encontro de cúpula. Um pouco mais cedo, fontes chegaram a anunciar que o Partido Socialista (Pasok) e a oposição de centro-direita da Nova Democracia haviam fechado consenso em torno de Fillipos Petsalnikos, o presidente do Parlamento, o qual seria o novo premiê. Mas não houve consenso, informou o escritório do primeiro-ministro George Papandreou.

AE, Agência Estado

09 de novembro de 2011 | 16h33

O escritório da presidência da Grécia informou que as negociações serão retomadas na quinta-feira, sem dar nenhum motivo para o impasse. Um pouco antes do fim da reunião, Giorgios Karatzaferis, líder da um pequeno partido de direita, saiu tempestivamente do recinto, acusando os líderes do Pasok e da Nova Democracia de "trapaça" mas também sem dar maiores detalhes.

O novo impasse se estabeleceu um pouco após Papandreou dizer que os líderes haviam chegado a um acordo para formar uma coalizão de governo interino até fevereiro, a qual asseguraria o recebimento do pacote de ? 130 bilhões (US$ 177 bilhões) e a implementação de uma nova rodada de medidas de austeridade.

As informações são da Associated Press.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.