Andrzej Grygiel/EFE
Andrzej Grygiel/EFE

Negociações continuam na COP-24, ainda sem acordo

Encerramento do encontro foi adiado e Conferência sobre Mudanças Climáticas deverá continuar na manhã deste sábado

O Estado de S.Paulo

15 de dezembro de 2018 | 05h38

KATOWICE, POLÔNIA - As negociações continuaram na madrugada deste sábado, 15, na Conferência das Nações Unidas sobre Mudanças Climáticas (COP-24) em Katowice, na Polônia, um dia depois da data prevista para o encerramento oficial do encontro. O fim da cúpula foi adiado por conta da impossibilidade dos países de chegar ao texto final do “livro de regras” do Acordo de Paris.

A conferência foi retomada nesta sexta-feira, 14, às 19h30 (18h30, no horário de Brasília), e foi suspensa logo em seguida em razão das persistentes diferenças em torno de vários pontos do documento. O reinício, previsto para acontecer na madrugada, foi adiado novamente e remarcado para as 10 horas (7h, no horário de Brasília) deste sábado.

Trabalho duro

Antes mesmo do início do encontro, Michael Kurtyka, presidente da COP-24, apesar de assegurar que todos estavam fazendo esforços para alcançar um acordo final, já alertava que o trabalho seria “duro”.

Após 12 dias de negociações, um esboço de 144 páginas divulgado pela presidência polonesa na madrugada de quinta, 13, para sexta, 14, foi recebido com um “otimismo cauteloso” pelas delegações.

Apesar disso, continuam as tensões entre o bloco que pretende avançar mais rapidamente na luta contra o aquecimento global – formado por União Europeia, China e muitos países menos desenvolvidos e vulneráveis – e aqueles que ainda resistem neste âmbito, entre os quais se destacam os Estados Unidos.

Além do livro de regras do Acordo de Paris, uma espécie de regulamentação para aplicação do acordo, outro obstáculo-chave para o encerramento das negociações da COP-24 é a abordagem sobre o último relatório relatório do IPCC, que alertou sobre a necessidade de medidas urgentes para conter um aumento de 1,5ºC previsto para a temperatura do planeta até 2040. \ EFE

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.