Negociações não chegam a acordo em Honduras

O presidente deposto de Honduras, Manuel Zelaya, rechaçou hoje como "absolutamente inaceitável" uma proposta do governante de facto Roberto Micheletti sobre seu retorno ao poder. "A resposta que recebemos depois de passarmos longas horas de espera é uma proposta absolutamente inaceitável", declarou Victor Meza, um dos representantes de Zelaya nas negociações com os golpistas.

AE-AP, Agencia Estado

16 de outubro de 2009 | 21h08

Representantes de Zelaya e Micheletti passaram os últimos três dias negociando propostas referentes ao regresso do presidente deposto ao poder. Zelaya exige que o assunto seja tratado pelo Congresso; Micheletti insiste que o tema seja abordado pela Suprema Corte. Meza observou que o tribunal já se pronunciou anteriormente sobre o assunto.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.