Negociador deixa Pyongyang com documentos nucleares

"Vou revisar esses documentos", se limitou a dizer Sung Kim ao chegar à zona desmilitarizada de Panmunjom

EFE

10 de maio de 2008 | 01h34

O diretor de Assuntos Coreanos do Departamento de Estado americano, Sung Kim, chegou neste sábado à Coréia do Sul vindo de Pyongyang com várias caixas de documentos sobre as atividades nucleares do país comunista, informou a agência sul-coreana de notícias "Yonhap". Kim viajou nesta quinta-feira à capital norte-coreana para discutir a declaração nuclear de Pyongyang, e o Departamento de Estado americano confirmou que a Coréia do Norte entregou ao funcionário americano diversos documentos sobre suas atividades nucleares. "Vou revisar esses documentos", se limitou a dizer Kim ao chegar à zona desmilitarizada de Panmunjom, que divide às duas Coréias, em seu caminho de volta a Seul. Segundo a "Yonhap", Sung Kim levava entre sete e oito caixas com diversos documentos, e deve se reunir hoje com as autoridades sul-coreanas, antes de voar de volta a Washington. O Governo da Coréia do Sul disse na sexta-feira que esta foi a "primeira prova da sinceridade" norte-coreana, pois até agora Pyongyang não tinha entregado nenhum documento relacionado com suas atividades nucleares nas décadas passadas. Seul acredita que os Estados Unidos iniciarão o processo para retirar a Coréia do Norte da lista dos países que promovem o terrorismo se a revisão desses documentos norte-coreanos for considerada "satisfatória". A Coréia do Sul espera que a reunião de seis lados, suspensa desde outubro, possa ser retomada no começo de junho.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.