Negroponte aponta Paquistão como santuário de terroristas

John Negroponte, Diretor Nacional de Inteligência e cabeça das operações de espionagem americanas, disse nesta quinta que o Paquistão, mesmo sendo um aliado chave na caça americana por terroristas, representa uma fonte majoritária do extremismo islâmico e refúgio para os maiores líderes do terrorismo.Negroponte disse em testemunho perante o Comitê de Inteligência do Senado que "eliminar a proteção que os taleban e outros extremistas encontraram no Paquistão não é suficiente para acabar com a insurgência no Afeganistão, mas é necessário".Oficiais norte-americanos acreditam que o líder da Al-Qaeda, Osama Bin Laden, estaria se refugiando na região, provavelmente no lado paquistanês da fronteira.Apesar de alertar o potencial de uma guerra nuclear entre Índia e Paquistão, Negroponte acredita que os vizinhos "não parecem estar participando de uma batalha estilo Guerra Fria, baseada em corrida armamentista de superioridade numérica". Hezbollah O Al-Qaeda representa a maior ameaça terrorista para os EUA, enquanto um encorajado Hezbollah é um perigo crescente, alega o chefe da inteligência dos norte-americanos.Em sua revisão anual de ameaças globais, John Negroponte destacou uma crescente postura perturbadora do Hezbollah, apoiada por Irã e Síria, desde a guerra travada com Israel em Julho e Agosto.Negroponte também enfatizou a importância do Iraque. Disse que o país poderia se encontrar em uma encruzilhada, e que o governo iraquiano precisa estabilizar instituições laicas que podem intermediar diferenças seccionais.Al-QaedaPara o Diretor do FBI, Robert Mueller, os próximos alvos escolhidos pelo Al-Qaeda provavelmente serão concentrados em alvos econômicos, como aviação, setores de energia e trânsito em massa."O rápido colapso do governo islâmico na Somália alterou as dinâmicas locais, mas o governo transitório apoiado pela ONU encara os mesmos obstáculos que impediram a estabilidade política desde 1991", disse Negroponte ao Senado. "Mais problemas podem permitir a extremistas que retomem suas bases... O Al-Qaeda continua determinado a utilizar do caos na Somália".

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.