Negroponte chega à China com Coréia do Norte na agenda

O novo secretário adjunto de Estado dos Estados Unidos, John Negroponte, chegou neste sábado, 3, a Pequim para discutir temas como o desarmamento nuclear norte-coreano, a situação de Taiwan e o Irã, informou a agência oficial chinesa Xinhua.As duas Coréias, EUA, China, Japão e Rússia chegaram a um acordo em fevereiro para o fechamento do principal reator norte-coreano em troca de ajuda.Antes de deixar Tóquio, primeira escala da sua viagem oficial, Negroponte disse na sexta-feira, 2, que as sanções impostas a Pyongyang em 2005 não serão suspensas.Além disso, os EUA continuarão considerando a Coréia do Norte um país terrorista, até que comece efetivamente o desarmamento nuclear.Em teoria, a primeira fase de desarmamento está sendo negociada neste momento por grupos de trabalho especificados no acordo de fevereiro.Em Pequim, Negroponte se reunirá com o ministro de Relações Exteriores, Li Zhaoxing, e os vice-ministros Dai Bingguo e Yang Jiechi (responsável pelas áreas da América Latina, Hong Kong, Macau e Taiwan).TaiwanO secretário adjunto se reunirá também com o conselheiro de Estado e ex-chanceler Tang Jiaxuan, que desde o início da crise nuclear, em outubro de 2002, foi várias vezes à Coréia do Norte.O encontro com Yang Jiechi é um sinal de que o conflito com Taiwan também está na agenda. Esta semana, o Governo chinês pediu ao americano a suspensão dos planos de venda de armas à ilha, considerada pela China como parte de seu território.O Departamento de Defesa americano anunciou planos de vender mais de 400 mísseis Maverick avançados de médio alcance ar-ar, avaliados em US$ 421 milhões. A China reagiu ao acordo com "absoluta oposição".Os EUA mantêm um acordo para proteger Taiwan em caso de ataque, mas ao mesmo tempo reconhecem a "política de uma só China" do governo chinês.IrãNegroponte vai discutir também o conflito nuclear iraniano. EUA e China são membros permanentes do Conselho de Segurança da ONU, que na sexta-feira, 2, marcou para a próxima semana o debate sobre um projeto de resolução diante da recusa do Irã a suspender seu programa.China e Rússia defendem medidas diplomáticas para resolver o conflito.Em sua primeira viagem ao exterior desde que foi nomeado secretário adjunto, em janeiro, Negroponte chegou na quinta-feira, 1, ao Japão e na segunda-feira, 5, vai à Coréia do Sul.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.