Nenhum novo país poderá ter armas atômicas, diz Bush

O presidente dos EUA, George W. Bush, citando a descoberta de um mercado negro de tecnologia nuclear encabeçado pelo criador da bomba atômica do Paquistão, disse que nenhum país que ainda não tenha a capacidade de enriquecer ou processar material nuclear deverá ter permissão para desenvolvê-la.Ele afirmou que os esforços internacionais para combater a proliferação de armas nucleares não foram amplos e nem efetivos, e exigem ação mais dura de todos os países. ?A maior ameaça perante a humanidade hoje é a possibilidade de uma ataque súbito e secreto com armas químicas, biológicas ou radiológicas?, afirmou. ?Devemos confrontar o perigo com olhos abertos e propósito inabalável?, disse, em discurso na Universidade de Defesa Nacional.?Deixei claro a todos a política desta nação: a América não permitirá que terroristas e regimes perigosos nos ameacem com as armas mais perigosas do mundo?.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.