Neonazistas gregos entregam comida a desempregados

Seguidores do partido da extrema direita da Grécia, o Aurora Dourada, entregaram pacotes com alimentos na frente do Parlamento grego nesta quarta-feira, mas garantiram para que apenas populares gregos, e não imigrantes ou estrangeiros, recebessem a comida. Centenas de populares fizeram fila na praça Syntagma para receber as doações. Os voluntários neonazistas, vestidos com roupas negras, entregaram os pacotes, com leite, macarrão, batatas e azeite de oliva. A Grécia entrou no quinto ano seguido de recessão e a taxa de desemprego atinge mais de 20% da força de trabalho.

AE, Agência Estado

01 de agosto de 2012 | 15h23

Os partidários da Aurora Dourada são acusados de atacarem estrangeiros e imigrantes, enquanto alguns dos seus líderes disseram admirar o ditador alemão Adolf Hitler. O partido rejeitou essas declarações. Os neonazistas gregos são acusados de liderar uma campanha de espancamentos contra imigrantes africanos e asiáticos nas maiores cidades gregas. Seus partidários negam os ataques.

"A Aurora Dourada é um partido nacionalista e acima de tudo nos preocupamos com os gregos", disse o parlamentar Nikolaos Michos, do partido. O Aurora Dourada emergiu como a quarta maior força política da Grécia em 17 de junho, quando conseguiu eleger 18 deputados no Parlamento de 300.

"De dia, eles entregam comida. À noite, espancam as pessoas", disse o vereador de esquerda Petros Constantinou, de Atenas. "Eles estão explorando a miséria em troca de votos. Isso é degradante", disse Constantinou.

As informações são da Associated Press.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.