AMMAR AWAD/REUTERS
AMMAR AWAD/REUTERS

Netanyahu anuncia lista conjunta com líder ultranacionalista em Israel

Premiê se associa a líder do Israel Beiteinu, Avigdor Lieberman; para Netanyahu, ideia é 'fortalecer Israel' para o futuro

estadão.com.br

25 de outubro de 2012 | 17h50

Atualizado às 19h32

TEL-AVIV - O ministro das Relações Exteriores de Israel, Avigdor Lieberman, e o primeiro-ministro, Binyamin Netanyahu, anunciaram nesta quinta-feira, 25, a criação de uma lista conjunta para as eleições de janeiro de 2013.

Veja também:

linkParlamento de Israel aprova antecipar eleições para 22 de janeiro

linkIsrael não está comprometido com solução de 2 Estados, diz Carter

 

Com a medida, Netanyahu declarou que busca "fortalecer Israel" para as ameaças do futuro e que é necessária "uma coalizão forte, baseada em uma só legenda", a Likud Beitenu (Likud é Nossa Casa, em tradução livre, junção do nome do partido de Lieberman, Israel Beiteinu, com o Likud).

 

Com o acordo entre os partidos, a lista é favorita para as disputas de janeiro. Pesquisas recentes apontam que, com a unificação, o Likud Beitenu pode ter mais de quarenta assentos no Parlamento. No sistema israelense, o líder de partido com mais cadeiras na Knesset parlamento geralmente é escolhido primeiro-ministro. Porém, a medida pode levar a oposição a se unir também.

Na lista conjunta, Lieberman poderá buscar uma nomeação para ministro da Defesa, o segundo cargo mais importante em Israel.

 

Com AP, Efe e BBC

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.