Netanyahu culpa palestinos por impasse em negociação

O primeiro-ministro de Israel, Benjamin Netanyahu, culpou hoje os palestinos pelo impasse no processo de paz no Oriente Médio, dizendo que a recusa da Autoridade Nacional Palestina (ANP) em negociar mostrou que a liderança palestina não está interessada na paz. Os comentários de Netanyahu foram feitos no momento em que os Estados Unidos tentam reviver o processo de paz, até agora sem sucesso.

AE, Agência Estado

11 de janeiro de 2011 | 20h08

"O que está evitando o avanço do processo de paz, o advento das negociações de paz, é que os palestinos estão fazendo tudo em seu poder para evitar isso", afirmou o premiê de Israel, em entrevista coletiva a jornalistas estrangeiros em Jerusalém. "Essa é a simples verdade", completou.

As negociações entraram em impasse em setembro do ano passado após o governo de Israel se recusar a prorrogar uma moratória às construções nos assentamentos de colonos israelenses na Cisjordânia. Os palestinos se recusam a retomar o processo enquanto os colonos continuarem a construir em territórios palestinos como a Cisjordânia e Jerusalém Oriental.

Netanyahu afirmou que a decisão mostra que os palestinos não estão verdadeiramente interessados em chegar a um acordo de paz com Israel. "Os palestinos estão abandonando a paz porque estão abandonando as negociações", afirmou. As informações são da Dow Jones.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.