Netanyahu: decisão na ONU não criará Estado palestino

O primeiro-ministro de Israel, Benjamin Netanyahu, disse nesta quinta-feira que a votação para elevar o status da Palestina na Organização das Nações Unidas (ONU), de entidade observadora para Estado observador não-membro, não vai promover a criação efetiva do Estado da Palestina.

AE, Agência Estado

29 de novembro de 2012 | 10h15

"A decisão de hoje na ONU não vai mudar nada na prática", afirmou Netanyahu durante cerimônia em Jerusalém. "Não vai promover a criação do Estado da Palestina, isso vai distanciá-la".

O presidente da Autoridade Palestina, Mahmoud Abbas, apresentará ainda hoje o pedido de mudança de status e as condições de negociações com Israel em um discurso na Assembleia Geral das Nações Unidas. Abbas espera um vitória avassaladora na assembleia, que reúne 193 nações, apesar da oposição dos Estados Unidos e de Israel.

As informações são da Dow Jones.

Tudo o que sabemos sobre:
ISRAELPALESTINA

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.